Direto na tomada

Sonia Racy

03 de agosto de 2011 | 23h05

Diante das barreiras colocadas pelo governo brasileiro à intenção de lançar seu carro elétrico no Brasil, a Nissan faz ação de marketing junto a formadores de opinião. Estão no Brasil, em sistema de test-drive, vário modelos Leaf.

A favor, além do absoluto silêncio, está o custo por quilômetro rodado no Brasil: 70% mais barato na comparação com o carro movido a gasolina. Contra, a autonomia limitada a 100 km e a falta de postos para abastecimento.

É preciso chegar todo dia em casa e… plugá-lo na tomada.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: