Temer corre para manter sem atraso o projeto China

Sonia Racy

31 de agosto de 2016 | 00h36

O Itamaraty trabalhava, ontem, com a ideia de que Temer, confirmado pelo Congresso, pode viajar ainda hoje – mesmo que à noite – e chegar a Xangai em tempo para um seminário empresarial Brasil-China, na manhã de sexta-feira.

O evento precede a reunião do G-20, em Hangzhou.

Para participar do seminário já voaram para lá mais de 90 empresários brasileiros reunidos por entidades de classe. O intuito é aproximar os dois lados, ajudados pela Apex, de Roberto Jaguaribe.

Participam também José Serra, Henrique Meirelles, Blairo Maggi, da Agricultura e Maurício Quintella, dos Transportes. Não se sabe se a comitiva parlamentar que Temer leva para o G-20 fará parte do evento.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: