Direto do debate

Sonia Racy

11 de outubro de 2010 | 23h01

O confronto nem tinha começado e a temperatura já estava elevada na TV Bandeirantes, anteontem. Marco Aurélio Garcia foi flagrado sussurrando para Moreira Franco: “Dilma vai esquentar o debate hoje”. Ao lado deles, Rui Falcão, questionado sobre o vaivém de Dilma em relação ao aborto, disparava: “Mudar de ideia é um direito”.

Geraldo Alckmin surgiu de gravata verde. Indagado se por trás do adereço haveria mensagem subliminar, entrou na onda: “É o nosso compromisso ambiental, nossa admiração pelo PV”. Na outra ponta, José Eduardo Cardozo desabafava mexendo no celular: “Estou trabalhando 25 horas por dia”. Aproveitava para abastecer a agenda de contatos de seu novo aparelho depois de pisar no iPhone e destruí-lo ao acordar sonolento.

Marta Suplicy apareceu mais descansada, após férias relâmpago na Bahia. Aliás, fotografada na viagem por uma revista semanal, a senadora – que faz pilates – diz que não gostou de ser clicada de biquíni. “Ihhhh isso aí dá uma ciumeira. E sem falar que eu parei a ginástica por causa da campanha. Se fosse um mês antes, estaria muito melhor”, brincou.

Serra desembarcou do helicóptero na última hora com Monica Serra e foi direto ao estúdio. Indio da Costa também chegou no laço. Aloysio Nunes, eleito senador de virada, era só sorrisos. Até ensaiou dancinha com a cabeça quando a vinheta da Band mandou para o ar o introdução de João Carlos Martins, anunciando o início do debate.

No final do primeiro bloco, a euforia era geral com o inesperado calor do confronto direto entre Dilma e Serra. Antônio Palocci, José Eduardo Dutra e João Santana descontavam a tensão nos chicletes que mascavam sem parar.

Debate encerrado. Palocci saiu na miúda. Santana, também da turma dos discretos, questionado sobre se existe alguma chance de Lula ir ao debate da TV Globo, o último antes do segundo turno, balbuciou: “Nããão, ele assiste melhor em casa”, caminhando para alcançar a petista. Dilma deixou o estúdio a toque de caixa, o tumulto levou ao chão a bancada com os microfones das equipes de TV. Já Serra fez questão de cumprimentar os funcionários da emissora. Antes de entrar no carro, conferiu no pescoço o seu mais novo amuleto: um santinho de Nossa Senhora Aparecida, que ganhou no Pará. Ufa, estava lá.

PAULA BONELLI

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: