Direto de Miami

Sonia Racy

29 de março de 2012 | 01h01

O primeiro baile de gala da BrazilFoundation em Miami, anteontem no W Hotel, foi fomentado há dez anos pela fundadora da ONG, Leona Forman. “Mas só agora o momento de acontecer por aqui chegou”, explicou à coluna. A noite reuniu brasileiros residentes na Flórida, membros da organização e celebridades entusiastas da causa: ajudar instituições brasileiras. Segundo Patricia Loboccaro, presidente da BF, a ideia é que este seja o startpara outros galas na cidade – que hoje tem cerca de um terço de seus imóveis comprado por brasileiros. No red carpet, uma americana disparou: “Não sei se falo ‘hi’ ou ‘oi’”. Hélio Castroneves, Chairdo evento, concordou: “A presença brasileira cresce a cada dia no Estado”.

Ainda menor do que a festa de Nova York, a de Miami arrecadou US$ 250 mil, que serão destinados a cinco projetos brasileiros – dentre 515 inscritos e 46 finalistas.

Responsável pelo show da noite, Preta Gil também contribuiu: “Não trouxe meus músicos, chamei alguns que moram aqui”, afirmou, antes de botar os duzentos convidados para dançar ao som de Gilberto Gil e Michel Teló, entre outros. No palco com Preta, Gabriela Figueiredo, de 12 anos, moradora da Flórida, cantou Garota de Ipanema, aquecendo os aplausos.

A Fundação participa, em maio, de um grande evento pilotado pela Macy’s em homenagem ao Brasil. A loja dedicará espaço para designers nacionais e vai organizar ação beneficente pró-comunidades da Amazônia.

MARILIA NEUSTEIN VIAJOU A CONVITE DA BRAZILFOUNDATION

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: