Direto das Olimpíadas

Direto das Olimpíadas

Sonia Racy

04 de agosto de 2012 | 01h00

MARY MCCARTNEY

Para falar sobre os uniformes olímpicos, Stella McCartney recebeu a coluna em sua sofisticada loja, na Bruton Street, bem no coração de Londres. Orgulhosa, a filha de Paul McCartney contou que o trabalho levou três anos. Para se ter uma ideia, a renomada estilista costuma levar três meses para montar uma coleção.

O que aprendeu da experiência? “Dá para ser estiloso e esportivo ao mesmo tempo”. Abaixo, os melhores momentos da conversa.

Como você começou a pensar nos uniformes?

Tive de pesquisar muito os atletas. Depois, há a preocupação de criar algo para todos se sentirem parte de um único time. Sem dúvida foi o maior desafio da minha vida e uma grande honra. Tive de desenhar para muitos tipos de corpos diferentes: ginastas, nadadores, corredoras, levantadores de peso. Agora, sei como desenhar também para musculosos (risos).

Está acompanhando as todas as competições?

Assisto a tudo que posso. Vi Rebecca Adlington na natação. Ela subiu ao pódio com o uniforme, uma grande emoção. O interessante é que essa é a primeira vez que as atletas mulheres tiveram um uniforme pensado só para elas. Antigamente, elas usavam o design masculino.

Você pratica esportes?

Não sou sedentária. Mas aprendi muito sobre esportes com essa experiência. Técnica de materiais, tecnologia, simetria. Amo a energia dos esportes, por isso também sempre coloco alguma coisa esportiva na minha coleção. Foi a primeira vez que desenhei para homens. E só o fato de ter a oportunidade de trabalhar com esses heróis que dedicam a vida inteira ao esporte, todos os dias, treinando dez horas por dia… é uma loucura.

Suas roupas valorizam o corpo da mulher. É sempre este o seu foco?

Por ser mulher, entendo o que nós passamos todos os dias ao olhar no espelho. Tenho uma solidariedade pela forma feminina. Afinal, queremos nos sentir confortáveis e bonitas./MARILIA NEUSTEIN