Direto da SPFW

Sonia Racy

11 de junho de 2010 | 08h50

A mais alta voltagem do primeiro dia de SPFW foi no desfile da Cia. Marítima. Enquanto uns mendigavam por ingresso, Luciano Szafir balançava seu par: “Alguém quer comprar?”.

Frase contundente de Aron Rosset, da Cia. Marítima, antes do desfile. “A China só não nos incomoda em um setor: o da moda praia.”

Enquanto duas editoras de moda se descabelavam para sentar na fila A, Dimitri Mussard, herdeiro da Hermès, fez diferente. Discretamente, acomodou-se atrás.

O aviso escrito era claro: para andar na roda gigante, no meio da SPFW, a altura mínima exigida era de 1m30. Tinha criança com menos.

Depois reclamam de Geyse Arruda… O vestido de Geanine Marques, integrante da banda Stop Play Moon, na SPFW, era ainda menor que o da loira da Uniban.

E ainda no desfile da ex-grife de Amir Slama. A Rosa Chá mostrou ali clara equação: magreza + 1,80m + salto 15cm – experiência/pouca idade = andar desengonçado.

Ignácio Loyola Brandão empresta suas palavras literárias para texto de apresentação do desfile de Adriana Degreas. Amanhã.

Já a Maria Bonita, que desfila hoje, revela a musa inspiradora: Anna Mariani, fotógrafa brasileira de 74 anos.

Por Débora Bergamasco e Marilia Neustein

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.