Direto da França

Sonia Racy

08 de maio de 2012 | 01h01

Sai Carla Bruni e entra Valérie Trierweiler. Com um pequeno detalhe: a jornalista francesa é “namorida” de François Hollande, o ‘nouveau président’. E não casada no papel, coisa importantíssima na Europa.

A grande expectativa é saber se eles enfrentarão os atuais padrões ou se formalizarão a união para cumprir os protocolos.

Da França 2

A nova “primeira dama” aliás, caiu no agrado do eleitorado feminino em geral. Motivo? Conhecida por ser uma mulher charmosa “naturalmente”, ela resistiu à tentação das intervenções cirúrgicas.

Nos últimos tempos, as plásticas de Carla Bruni dividiram opiniões.

Da França 3

Nos bastidores do partido de Nicolas Sarkozy, tem queda de braço à vista: François Fillon disputa a liderança com Jean-François Copé.

Já brigam pela possibilidade de se candidatar nas próximas eleições na França.

Da França 4

E o FMI está se transformando em “ninho” presidencial.

Se Dominique Strauss-Kahn, ex-fundo, foi o candidato favorito dos socialistas (antes do escândalo que o envolveu em NY), agora o nome de Christine Lagarde ganha força dentro do partido de Sarkozy.

Mas de maneira ainda tímida.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.