Dinheiro na floresta

Sonia Racy

01 de maio de 2010 | 06h05

O Brasil é o segundo país com mais florestas no mundo, mas somente o oitavo em florestas plantadas para exploração comercial. É isso que o fundo Vale Florestar quer mudar.

Criado pela Global Equity, com R$ 600 milhões da Vale, da Petros e da Funcef, ele pretende dividir em duas partes uma área desmatada no Pará, equivalente a 300 mil campos de futebol. Uma dedicada ao replantio de floresta nativa e outra para eucalipto comercial.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: