Dilma green

Sonia Racy

16 de outubro de 2014 | 01h10

Embora classifique de “eleitoreira” a decisão de Dilma– que, no apagar das luzes, autorizou, esta semana, a criação de seis novas Unidades de Conservação –, Fábio Feldmann, coordenador do programa de meio ambiente de Aécio, faz questão de aplaudir a medida: “É em prol da natureza”.

Das seis UCs legalizadas, três ficam na Amazônia e duas em Minas Gerais (uma delas é o Parque Nacional da Serra do Gandarela, último pedaço de Mata Atlântica do Estado). A sexta, no Paraná.

Para lembrar: desde 2011,o governo havia tirado do papel apenas três novas unidades desse tipo. Agora, são nove ao todo, contra 81 no governo FHC e 77 no governo Lula.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.