Diário do front

Sonia Racy

18 de fevereiro de 2014 | 01h02

No ano do centenário da Primeira Guerra Mundial, a família real brasileira revela: tem guardado, em seus arquivos, livro inédito de d. Luiz, neto do imperador d. Pedro II, sobre o célebre conflito que dizimou a Europa entre 1914 e 1918.

Chama-se Journal de Guerre, espécie de diário escrito durante quase um ano no campo de batalha. O moço, filho da princesa Isabel e do conde D’Eu, morreria em 1920, vítima de um reumatismo ósseo contraído nas trincheiras francesas.

Front 2

Na época exilados na França, a princesa e o conde perderam um segundo filho na guerra, d. Antonio, morto em desastre aéreo na Inglaterra.

Os dois príncipes brasileiros estão sepultados na Capela Real de Dreux, mausoléu da família de Orleans.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.