Desistência de Huck não surpreende FHC

Sonia Racy

16 de fevereiro de 2018 | 01h10

FERNANDO HENRIQUE CARDOSO E LUCIANO HUCK

FHC E E LUCIANO HUCK. FOTOS: SILVANA GARZARO/ESTADÃO

A desistência de Luciano Huck em disputar a Presidência da República não surpreendeu FHC. “Só ele mesmo, como eu já havia dito sexta-feira passada, poderia decidir o seu destino”, ponderou o ex-presidente ontem, direto de Trancoso.

Pesou também segundo FHC, o fato de o apresentador “não ter apoio de nenhum partido grande”.

Na quinta-feira passada, FHC jantou com Huck. À coluna, na sexta-feira, o ex-presidente afirmou que o encontro não significava apoio à candidatura do apresentador. “Vou seguir a decisão do meu partido”.

Ex-ministro também
ficou triste com decisão

Bem como Huck, Andrea Calabi, ex-ministro de FHC e ex-secretário de Alckmin, estava ontem triste com a decisão – confirmada pelo próprio Huck ao blog da coluna – de abandonar a disputa pela Presidência.

Entretanto, “ele sai maior do que entrou. Terá agora mais responsabilidade ainda em apoiar os movimentos pró-renovação política”, diz Calabi, grande apoiador de Huck nesse projeto político e parte da família – o economista é casado com a mãe do apresentador, Marta Grostein.

Em tempo: nem um único familiar do apresentador foi a favor da empreitada.

Leia mais notas da coluna:

Ditador da Guiné Equatorial montou camarote na Sapucaí

Aposta da prefeitura de SP na 23 de Maio foi alta

 

Tendências: