Desenhado…

Sonia Racy

16 de agosto de 2014 | 01h08

A morte de Eduardo Campos adiou a divulgação de seu programa completo de governo, que foi construído cuidadosamente pelo pernambucano e por Marina Silva. Ele seria apresentado pela dupla nesta segunda-feira.

Substancialmente diferente da versão registrada no TSE – muito semelhante ao confeccionado por Marina em 2010 –, o novo texto, de quase 300 páginas, traz ênfase maior na gestão da coisa pública e na meritocracia, marcas do governo de Campos em Pernambuco.

Na economia, está preservada a questão da sustentabilidade.

…a quatro mãos
O novo desenho foi inteiramente aprovado pela ex-ministra e visto com lupa por Campos, que deu seu toque pessoal e fez questão de escolher palavra por palavra.

Entretanto, não deu tempo de o socialista ler o último capítulo do calhamaço, intitulado Cidadania e Identidade – que versa, entre outros temas, sobre mulheres e movimentos sociais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.