Descontração

Sonia Racy

02 de agosto de 2012 | 01h09

Já Marco Aurélio Mello está relaxado. Falará de improviso, mas garante que votará “com alma”: “Não passarei a mão na cabeça de quem cometeu desvio de conduta, mas também não serei justiceiro”, ponderou, ontem.

Tendências: