Desabafo

Sonia Racy

02 de dezembro de 2010 | 23h04

Maurício Lopes, promotor que acusou Tiririca de falsidade ideológica, avisa: tem motivos de sobra para recorrer da decisão do juiz Aloísio Silveira absolvendo o deputado eleito. “Além da indignação pelo cerceamento à produção de provas, o juiz disse que não ficou provada a ocultação de bens à Justiça Eleitoral”, contou à coluna.

E emendou: “Como poderia, se ele negou o pedido de quebra dos sigilos bancário e fiscal, apesar das evidências de ocultação?”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: