Derrota do Brasil ‘antecipa’ em 10 dias os encontros eleitorais

Derrota do Brasil ‘antecipa’ em 10 dias os encontros eleitorais

Sonia Racy

07 Julho 2018 | 01h00

A derrota do Brasil na Copa, ontem, coloca a campanha eleitoral no centro das atenções com pelo menos 10 dias de antecedência. A conta é de políticos incomodados com o grau de indefinição das chapas presidenciais e também nos Estados.

Ouvidos pela coluna, eles acreditam que os contatos para definir alianças se intensificam a partir de já.

O contraponto foi dado por 2.285 eleitores-torcedores ouvidos em pesquisa do Instituto Paraná. Para 16% deles, era mais importante o Brasil ser campeão do que seu candidato vencer em outubro. E 68% consideravam o Brasil favorito enquanto 26%, não. A pesquisa foi feita entre dias 3 e 5.

Entre supersticiosos e brincalhões, alguns torcedores arrumaram ontem explicações para os 2 a 1 na Rússia. Primeira: Temer viu os jogos anteriores no Planalto… e ontem decidiu ver no Jaburu.

Segunda: Bruno Covas e Doria viram os dois jogos anteriores juntos. Ontem, não.

Leia mais notas da coluna:

Risco político levou à queda das ações da Embraer

Chuva de ‘jabutis’ invade MPs e pode afetar meio ambiente