Democrático

Sonia Racy

12 de junho de 2010 | 06h06

Em tempos de Copa, Paulo Renato deixou as diretoras da escolas de São Paulo com a faca e o queijo nas mãos. Cabe a elas a decisão de liberar alunos para assistir aos jogos da seleção.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.