Defensoria pede 30 habeas corpus para mulheres acusadas de abortar

Sonia Racy

29 de setembro de 2017 | 00h48

De uma só tacada, a Defensoria Pública paulista impetrou nesta quinta-feira 30 pedidos de habeas corpus, no TJ, em favor de mulheres acusadas de prática do aborto.

Argumento apresentado pelas defensoras Ana Rita Prata e Paula Machado de Souza: o STF já decidiu que não há como criminalizar o ato quando ele ocorre até o terceiro mês de gestação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: