Debate

Sonia Racy

18 de outubro de 2010 | 23h02

Mais um debate focado no uso do conteúdo para programas eleitorais de televisão. Foi essa a conclusão de boa parte dos que estavam presentes, domingo à noite, no auditório da Rede TV!. Dilma e Serra aderiram, disciplinados, à ditadura do termômetro do marketing político da vez e foram estudadamente menos agressivos na comparação com o primeiro debate na Bandeirantes. Já a plateia extrapolou, com direito a vaias e uivos. Destaque para comentários em voz alta de Marta Suplicy e Zulaiê Cobra.

Os tucanos e democratas compareceram em massa e foram os primeiros a chegar e a sentar. Os aliados de Dilma, ao entrarem, ignoraram os que já se encontravam no espaço reservado aos convidados de Serra. Exceção feita a Antonio Palocci, que parou para cumprimentar os opositores da escolhida por Lula. Chamaram a atenção, entre tucanos e petistas, os abraços apertados e conversas ao pé do ouvido de Kassab para Michel Temer.

Ao fim do programa, ambos os lados juravam haver vencido.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: