De titãs

Sonia Racy

04 de maio de 2011 | 23h03

Era dada como certa, ontem pela manhã, a substituição de Roberto Lima, presidente da Vivo, por Antônio Carlos Valente, da Telefonica.

Como trata-se de realocação de um executivo do próprio grupo espanhol, os preços das ações na BM&FBovespa se mantiveram estáveis.

Destino de Lima? Não será a Oi.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.