De quem entende

Redação

21 de junho de 2009 | 06h00

Antonio Lavareda tem uma aposta: o tema “crise” não chega a 2010. De olho nas pesquisas, ele acredita que “segurança pública e saúde serão os dois assuntos de maior apelo, sem nenhum fato novo”.

No seu ver, há uma percepção geral, pelo índice de consumo, de que a economia não será tão afetada pelos problemas internacionais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: