De pena em pena

Sonia Racy

21 de agosto de 2012 | 01h02

Diretor do São Paulo sondou, semana passada, conselheiro do Santos sobre Ganso. Queria saber se o clube aceitaria vender parte do jogador. O Peixe tem 45% dos direitos econômicos do atleta.

A proposta foi levada ao comitê de gestão do Santos e a resposta foi ‘não’. “Eles devem pensar que somos idiotas completos. Não temos interesse em fatiar o jogador”, explica Luis Álvaro.

Pena 2

O presidente do time atesta também que Ganso não está à venda, mas que o jogador é livre para conversar com quem quiser.

Para comprar o meio-campista, entretanto, são outros oitocentos. “Quem quiser vai ter de desembolsar a multa rescisória, além de pagar o valor integral.”