De malas…

Sonia Racy

07 Fevereiro 2013 | 01h05

Multinacionais que atuam no ramo de óleo e gás decidiram “expatriar” profissionais por causa do cancelamento de contratos com a Petrobrás.

Para não perder mais dinheiro, preferem manter funcionários em unidades fora do País durante o primeiro semestre.

…prontas

A movimentação começou a ser desenhada em 2012. Destinos? Oriente Médio e Sudeste Asiático são os mais frequentes. A área de Engenharia Química é uma das mais afetadas.