De leilão em leilão

Sonia Racy

16 de agosto de 2012 | 01h01

Mato Grosso se mudou para São Paulo anteontem. Otaviano Costa e Flávia Alessandra pilotaram, no Trivento, leilão em prol do Hospital do Câncer do estado – com presença do governador Silval Barbosa e do prefeito de Cuiabá, Chico Galindo. Protagonistas? Os reis da soja e da carne, que arremataram os dois lotes mais cobiçados da noite, por R$ 100 mil cada.

Enquanto os agroempresários Eraí Maggi e Luiz Martelli compraram macacões de Felipe Massa e Rubens Barrichello, os concorrentes Marfrig e JBS esqueceram diferenças e levaram camisa de Murilo “Tufão” Benício em Avenida Brasil – para, depois, devolvê-la: a peça irá a leilão novamente, pela internet. As luvas de Anderson Silva? R$ 50 mil. E houve até quem pagasse R$ 13 mil pela roupinha de Dom, filho de Luana Piovani.

Um dos mais empolgados, Wanderley Nunes dividiu a cena com Otaviano e Dutra – introduzido como “o Brad Pitt” dos leilões. E recebeu sinal de fumaça de Marcos Proença. O ex-colega cabeleireiro chegou a oferecer, em parceria com Mariana Weickert, R$ 32 mil por duas fotografias doadas por Nunes.

Filha de Zezé di Camargo, Camila deu show à parte. Decotão às costas, vendeu o peixe do pai. “O violão dos gringos vale mais?”, brincou, fazendo alusão à guitarra de John Mayer, parte de um lote leiloado por R$ 15 mil. “Assim não dá. Goiás é do ladinho de Mato Grosso, é pequi, coisa da terra”. Acabou convencendo a JBS a pagar R$ 50 mil – com direito a “mesinha” em show da dupla. Depois, voltou ao passatempo de sua turma: postar várias fotos no Instagram.

Em meio a imitações de Silvio Santos e Lula, Otaviano chegou a dar lance de R$ 30 mil por brincos Jack Vartanian. “Para o amor da minha vida”, derreteu-se, olhando para Flávia. Foram arrecadados, entre lances e doações, quase R$ 2 milhões – metade só da Aprosoja.

Gafe da noite? O apresentador trocou as bolas ao dizer, no palco, que Weickert era garota-propaganda… da C&A. Ela é Riachuelo. Pano rápido./MIRELLA D’ELIA E SOFIA PATSCH

Tendências: