De grão em grão

Sonia Racy

03 Dezembro 2016 | 00h40

A secretaria da Fazenda do Estado está fazendo ajustes pelas beiradas. Exemplo: vai vender os carros pertencentes às secretarias e adotar os aplicativos Uber e táxi. Segundo lembra o secretario Hélcio Tokeshi, “como bem diz um ex-patrão meu, custo é que nem unha, tem que cortar todo dia”.

Olhadas com lupa por Alckmin, as projeções são de uma economia de 78,7% em comparação com o uso de frota própria.