De canela

Sonia Racy

02 de julho de 2013 | 01h03

Nem restaurantes nem entorno dos estádios nem manifestações na porta das arenas.

O que os dirigentes da Fifa (Jérôme Valcke à testa) mais lamentaram durante o torneio, segundo fonte em Zurique, foi o estado do gramado das arenas nas seis cidades-sede.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.