Da política

Sonia Racy

02 Abril 2011 | 23h03

Convidado para presidir a sessão que elegeu Jamil Murad presidente da Comissão de Direitos Humanos, na Câmara Municipal, Aguinaldo Timóteo disse não e soltou os cachorros: “Tenho pavor de gente que apunhala pelas costas”. Acusa o colega comunista de fazer jogo duplo ao cortejar Kassab.

Murad, por sua vez, desconversa: “Timóteo defende a ditadura até hoje e por isso não quis presidir a sessão”.