Curta e direta

Sonia Racy

02 de setembro de 2010 | 23h11

Indagada, ontem, sobre sua quebra de sigilo, Verônica Serra contou as palavras se limitando a dizer: “O que fizeram comigo foi uma violência e este crime deve ser investigado com rigor. A leniência em apurá-lo coloca em risco a democracia e a credibilidade das nossas instituições”. E só.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.