Cultura e Trabalho destinam R$ 100 mi para a música

Sonia Racy

03 de maio de 2016 | 12h01

A poucos dias da votação do impeachment de Dilma pelo Senado, os ministérios tentam manter a rotina, inclusive a de programar despesas futuras. Em evento marcado para o Rio de Janeiro, esta noite, o Ministério da Cultura anunciará um conjunto de “Políticas de Estado para a Música”, que prevê – em parceria com o Ministério do Trabalho – a liberação de R$ 100 milhões para o setor. As linhas de crédito se dirigem a atividades de regulação, financiamento, formação e pesquisa e inovação.

A iniciativa coincide com decisão do ministro Gilmar Mendes, do STF, que veta parte da MP 722, no trecho em que abria crédito extraordinário em favor da Presidência da República, nas áreas de comunicação e publicidade. A decisão de Mendes, que não considerou urgente a medida, aceita liminar do partido Solidariedade e será julgada em plenário.