Crivella quer usar bitcoins na prefeitura do Rio

Sonia Racy

23 Novembro 2018 | 01h00

MARCELO CRIVELLA.

MARCELO CRIVELLA. FOTO: FABIO MOTTA/ESTADÃO

Marcelo Crivella mergulha fundo no mar dos… bitcoins. O prefeito do Rio pediu amplo estudo à sua procuradoria sobre como usar a criptomoeda nas transações da prefeitura carioca a partir de 2019. “Historicamente, o poder no mundo sempre se concentra em três fatores básicos: armas, moeda e ideias”, justificou Crivella ontem à coluna, lembrando que os ingleses dominaram o mundo a partir da criação da libra esterlina.

Hoje Crivella acredita que esse poder vai se descentralizar e se concentrar no novo tipo de moeda, “eliminando intermediários do mercado financeiro e uniformizando o poder nas mãos do dólar americano”.

Para quem se interessar, ontem um bitcoin valia R$ 16.983,51. A moeda digital, usada como meio de pagamento, é hoje controlada por rede peer-to-peer sem precisar passar pelos bancos centrais do mundo.

Leia mais notas da coluna:
Covas consegue desconto de taxistas na área da Marginal Pinheiros
Instabilidade do site do Mais Médicos preocupa associações