Crasso

Sonia Racy

04 de dezembro de 2013 | 01h02

Fato inusitado em Indaiatuba: advogado foi preso no lugar do cliente, por causa de erro em mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Cível. Somente após 4 horas preso, a falha foi detectada e o advogado, liberado.

Crasso 2

“A classe repudia o episódio, começando pelo erro inadmissível perpetrado por um cartório. Pior: o mandado foi cumprido com truculência, mesmo diante do veemente esclarecimento do advogado”, declara Marcos da Costa, presidente da OAB-SP

“E o episódio se agravou com a informação, que está sendo apurada, de manifestação irônica posterior, feita em audiência, sobre o episódio, desdobrando-se em ofensas generalizadas à classe dos advogados”, conclui.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: