Covas garante que privatização não afetará escolas

Sonia Racy

19 de outubro de 2019 | 00h30

BRUNO COVAS. FOTO ESTADÃO

 

As escolas municipais não serão afetadas pelo PL 611 – aprovado na quarta-feira, na Câmara, e que compõe o Plano de Desestatização. Quem garante à coluna é Bruno Covas. O projeto, que passou sem alarde, autoriza a Prefeitura a privatizar 41 terrenos públicos mas ainda não chegou para a sanção do prefeito.

O destino de pelo menos quatro imóveis da Secretaria da Educação já está decidido: serão alienados para terceiros tão logo terminem as obras do antigo Cine Marrocos. O cinema será a nova sede da secretaria, que reunirá no prédio todas as unidades.

‘Justiça tardia é Justiça
falha’, diz Moro

O eventual fim da prisão em 2.ª instância pode ser interpretado como volta da impunidade? À pergunta, feita pelo Poder em Foco, do SBT, Sergio Moro respondeu: “Pode ter efeito prático, em casos concretos (…) e ser avaliada a partir desses efeitos práticos”.

E emendou: “Porque isso vai postergar a eficácia, a execução de vários desses julgamentos criminais. E tem aquele velho ditado: justiça tardia é justiça falha. E, às vezes, justiça nenhuma”. O SBT exibe a entrevista neste domingo à noite.

SP vai à Estônia aprender
sobre digitalização

Marco Vinholi e Patricia Ellen, secretários de Doria, e Ernesto Neto, da Prodesp, embarcam neste fim de semana para a Estônia. Na agenda, conhecer projetos inovadores que fizeram desse país uma referência mundial de governo digital.

A ideia é que praticamente todos os serviços públicos de SP, como os de lá, possam ser realizados online.

Alê Youssef debate cultura
e políticas públicas em Londres

Alê Youssef vai a Lisboa representar SP no World Cities Culture Forum. A cidade acaba de entrar no grupo com outras 38 capitais mundiais que debatem a importância da cultura em suas políticas públicas. Youssef conduz, ao lado vários prefeitos, a plenária de abertura do Fórum, na prefeitura de Lisboa.

New faces

Isabella Depieri, Mariah Rovery e Mirella Havir, entre outras, integram nova comissão de jovens patronas do Masp. A tarefa? Organizar festas e eventos e tragam um público mais jovem ao museu.

Monólogo

Marina Person planeja dirigir e atuar em um monólogo autobiográfico. Ainda está escrevendo o texto, mas pretende lançá-lo no ano que vem.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.