Corrida contra a paz

Redação

12 de janeiro de 2010 | 09h10

O pessoal que produz equipamentos militares está rindo à toa. Só em dezembro estiveram no País, em contatos com Embraer, Avibrás Aeroespacial e outras, quatro delegações – duas da América do Sul, uma da África e uma da Ásia.

Os visitantes foram objetivos: não se discute preço se o prazo de entrega das encomendas for curto.

Outra leitura, preocupante, dessa informação: vem mais conflito por aí?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.