Corra Lolla!

Sonia Racy

31 Março 2015 | 01h20

Em tempos de crise, o Lollapalooza parecia ter pouco a reclamar. O autódromo de Interlagos, local do festival, especialmente o camarote, estava repleto de logos de patrocinadores e ações de marketing que incluíam de sessões de massagem e maquiagem a barbearia e estúdio de tatuagem. Tudo com espera de, no mínimo, uma hora.

Anfitriões da festa e da área VIP, Fernando Alterio, da T4F, e sua mulher, Paula Raia, circulavam pelos espaços. Ele foi conferir a área de sustentabilidade, onde uma iniciativa distribuía sacos de lixo: cada um que voltasse cheio ganhava uma camiseta assinada por Paula.

A atriz Tainá Müller chegou cedo, com o namorado, o diretor Henrique Sauer, para as apresentações de sábado. Comentou a polêmica em torno do beijo de Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg em Babilônia. “Nem comigo vi uma coisa tão assim”, dizia ela, lembrando o casal lésbico vivido com Giovanna Antonelli na trama Em Família, exibida ano passado.

“Achei que, por serem duas mulheres cheias de prestígio, o preconceito seria menor. Mas não. Por serem senhoras, parece ser ainda maior.” A novela teve queda de audiência nos capítulos seguintes à estreia. “Será que tem a ver com esse boicote?”, refletia a atriz, que entra no folhetim a partir desta sexta-feira.

O quórum de celebridades ainda era baixo na tarde de sábado, quando chegou Laura Neiva – sem o namorado, Chay Suede. “Cadê ele?”, sondavam os jornalistas especializados. “Está chegando”, respondia, antes de perguntar se estava bem de cara lavada. “Saí sem nada. Ia passar blush, mas vim direto. Estou muito branca?”

Pouco tempo depois, o rapaz aterrissou. Sem muita disposição para os flashes, Chay tentou fugir do assédio. Em vão. Por fim, decidiu circular pelos palcos, na companhia de amigos. /PEDRO FRANÇA