Copa limpa

Redação

20 de novembro de 2008 | 06h00

O governador Eduardo Braga, do Amazonas, tem uma arma que considera decisiva para levar alguns jogos da Copa de 2014 para Manaus: “É a única cidade que se compromete a fazer a carboneutralização de toda a competição.”

Traduzindo o ambientalês: ele promete compensar com um valor de mercado, em um fundo ambiental, cada tonelada de carbono emitida durante os jogos da Copa no Brasil.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.