Contrafluxo

Sonia Racy

02 de março de 2016 | 01h29

Existe um déficit de 300 mil policiais para proteger as fronteiras brasileiras de contrabandistas. É o que diz um estudo inédito a ser divulgado amanhã – Dia Nacional de Combate ao Contrabando –, encomendado pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteira.

E mais: no último ano, aumentaram de forma significativa as rotas e a entrada de contrabando pelo Mato Grosso do Sul.

A ponto de deixar Foz de Iguaçu para trás.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.