Contra o tempo

Redação

28 de maio de 2009 | 16h08

Os acionistas da Weg e a família Chun – que foi dona da Eleva – torcem para que a oferta pública de ações de R$ 4 bilhões, para capitalizar a Brasil Foods, fique pronta antes da incorporação da Sadia pela Perdigão. Assim, eles, sócios da Perdigão, teriam direito de preferência na compra de ações, já será ela a responsável pela emissão dos papéis.

O mesmo não aconteceria com a família Furlan.

Veja também:
mais imagensRoberto Carlos comemora 50 anos de carreira com show Elas cantam Roberto
mais imagensGaleria Vermelho tem estreia de exposição em dose dupla, de João Loureiro e Angela Detanico e Rafael Lain
mais imagensA homenagem das cantoras ao Rei no show Elas cantam Roberto

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.