Contra-ataque

Sonia Racy

13 de março de 2013 | 01h07

Durante viagem à Venezuela, Dilma e Lula bateram o martelo: não vão partir para o ataque em relação a Eduardo Campos.

Acham que, dessa forma, a responsabilidade pelo racha na base governista, na eleição de 2014, cairá na cabeça do governador de Pernambuco.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: