País discute investimento no mercado da cannabis

País discute investimento no mercado da cannabis

Sonia Racy

09 de fevereiro de 2020 | 01h10

PLANTAÇÃO DE CANNABIS MEDICINAL. FOTO: EL PAIS

 

Encontro neste fim de semana, em Punta del Este, discutiu o futuro da cannabis medicinal na América Latina – com foco na busca de uma legislação comum entre países como Brasil, Colômbia, EUA, Canadá e Uruguai. Organizado pelo escritório Nascimento e Mourão, o evento teve como um dos destaques da agenda as oportunidades de investimento – a partir da nova regulamentação brasileira.

Trata-se de um horizonte promissor. Pelos cálculos do pessoal do ramo, o uso medicinal da cannabis movimentará no planeta, até 2025, cerca de US$ 166 bilhões.

Meio milhão

Mario Sergio Cortella comemora a marca dos 500 mil exemplares vendidos de Por Que Fazemos O que Fazemos? – livro lançado pela editora Planeta em 2016, que fala sobre carreira e realização pessoal e acaba de entrar na 51.ª impressão.

E a edição em espanhol, lançada há um ano, vai bem na Espanha, México, Argentina e Colômbia.

Bloqueado

A Ame Jardins recorreu em ofício, à subprefeitura de Pinheiros e à PM, para impedir o bloco Carnamauri, programado para sair na Rua Amauri no dia 16. Daniela Cerri Seibel, presidente da associação, alega que o bloco não tem autorização para sair.

“Os moradores já reclamam desde reuniões semelhantes em outros anos. É um bloco grande, que costuma receber cerca de 5 mil pessoas. O zoneamento do bairro não permite eventos desse porte”, pondera a presidente da Ame Jardins.

Tendências: