Conta corrente

Sonia Racy

25 de novembro de 2014 | 01h10

Em compasso de desconfiança até que Dilma confirme oficialmente a escolha de Joaquim Levy para a Fazenda e Nelson Barbosa para o Planejamento, o mercado de ações ontem andou para… baixo, também assustado com o déficit externo que somou US$ 70,7 bilhões no ano.

Não que o aprofundamento do buraco (US$ 8,1 bilhões em outubro) não fosse esperado, mas o número é impactante, como também preocupante é a situação das contas públicas de maneira geral.

Conta 2

Há quem acredite que os números são bem piores que os apresentados publicamente. E que essa é a razão pela qual Dilma apoiará a implantação de um forte ajuste fiscal.

“O dinheiro acabou”, sentencia especialista próximo do Palácio do Planalto.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.