Congresso foca na agenda econômica e planeja sessão presencial em julho

Sonia Racy

25 de junho de 2020 | 00h55

Foram necessárias onze horas e meia de viagem de carro para que Simone Tebet chegasse de Campo Grande a Brasília.

Cumprindo rígida quarentena no Mato Grosso do Sul, a presidente da CCJ – ela testou negativo para a covid-19 – reuniu-se esses dias com Paulo Guedes e Davi Alcolumbre para tratar de todas as pautas econômicas.

Além do marco regulatório do saneamento – menina dos olhos do setor privado –, ficou acertada a prioridade para outros dois projetos que injetariam dinheiro ‘na veia’ da economia.

A votação da PEC dos Fundos e o novo Pacto Federativo.

Nova previsão de retomada do trabalho presencial em Brasília? Só na segunda quinzena de julho.

Ao que apurou a coluna, parlamentares estão ‘estafados’ com o plenário virtual, cuja dinâmica requer o dobro de esforço.

Puro sangue 

Arthur do Val, o Mamãe Falei, terá ao lado uma mulher na vice, também do Patriota, para concorrer a Prefeito de SP. Ao que apurou a coluna, é um nome conhecido na Capital, mas fora da política.

O MBL, movimento do qual o deputado e youtuber faz parte, fechou a chapa: terá 58 candidatos a vereador, sendo 17 mulheres e 41 homens – dentre eles, Fernando Holiday e Rubinho Nunes.

Socorro

Como adiantado pelo blog da coluna, a Lei Aldir Blanc, projeto da deputada Benedita da Silva (PT-RJ) e de outros 23 deputados que destina auxílio emergencial a artistas, deve ser sancionada por Bolsonaro ainda esta semana. Segundo interlocutores do governo, o auxílio foi aprovado pelo ministro Paulo Guedes, mas a equipe econômica ainda estaria discutindo como financiar o projeto.

É esperado que a Lei passe sem nenhum veto.

Na memória

O Instituto Vladimir Herzog e o Museu da Pessoa lançam série de entrevistas com familiares e amigos de Vlado. Vídeos inéditos serão disponibilizados pelo Acervo Vladimir Herzog e site do Museu a partir do dia 27.

A iniciativa faz parte das comemorações do 83º aniversário do jornalista.

Invisível e visível

A covid-19 e o perigo de invasão, no Brasil, de nuvens de gafanhotos da Argentina, é aterrorizante. Bate Os Pássaros, de Hitchcock.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: