Competitividade…

Sonia Racy

22 de abril de 2015 | 01h06

A Odebrecht no Peru deixou de comprar US$ 500 milhões de uma certa fornecedora brasileira. Dividiu o pedido entre uma empresa indiana e uma chinesa, por conta de preço e financiamento mais favoráveis dos bancos estatais dos países.

É que o BNDES, segundo fonte da empreiteira, desacelerou seu programa de incentivos à exportação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: