Companhias de teatro reclamam de paralisação da gráfica do Centro Cultural São Paulo

Companhias de teatro reclamam de paralisação da gráfica do Centro Cultural São Paulo

Sonia Racy

27 de novembro de 2021 | 04h00

Centro Cultural São Paulo (CCSP). Foto: Felipe Rau/Estadão

Após mudanças na secretaria de Cultura paulistana, companhias de teatro reclamam que a efetivação de novo coordenador responsável pela gráfica do Centro Cultural São Paulo está parada.

Afirmam que não conseguem imprimir libretos e programação de seis peças que estão prestes a estrear.

São três grupos de teatro vencedores de editais de dramaturgia do CCSP que veem o prazo esgotar. A peça do dramaturgo Ronaldo Cerruya do Grupo XIX, por exemplo, é a primeira a ser exibida no domingo.

 Cultura em baixa

Leonarda Gluck, autora da peça Trava Bruta, a segunda produção a se apresentar na mostra, diz que os grupos estão tendo que organizar a contratação e bancar o bilheteiro.

Em baixa 2

Consultada, a Secretaria Municipal de Cultura disse que está em processo de contratação do coordenador da gráfica e que ela não foi imediata porque requer especialização no manuseio em impressora de 1973.

São quatro impressoras funcionando no total.

 Mar Doce

Até a terceira semana de novembro, o Google Analytics mostrava que o primeiro site especializado no bioma marinho no País, o Mar Sem Fim, teve nada menos que…1,5 milhão de visualizações no mês.

Para 2022, João Lara acertou com a TV Cultura rodar a terceira temporada de documentários da série inspirada no mesmo.

Tudo o que sabemos sobre:

CCSPgráficaparalisaçãopeçasteatro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.