Luxemburgo teme pelo meio de campo do Brasil

Luxemburgo teme pelo meio de campo do Brasil

Sonia Racy

28 Junho 2018 | 01h00

VANDERLEI LUXEMGURGO. FOTO ESTADÃO

Forte, o comentário de ex-treinador Vanderlei Luxemburgo para o Estado, ontem: “Time que não tem meio de campo não ganha Copa”. Referia-se, no caso, ao Brasil.

Há uma certa concordância, entre quem entende de futebol, de que este “gap” tem sido relevante na falta de velocidade do time brasileiro. Que, aliás, ainda segundo entendidos, tem jogado “pesado”. Fala-se, nos bastidores da Copa, que a preparação do time foi mal calculada: sobrecarregaram alguns atletas.

Já o jornal argentino El Clarín, depois dos 2 a 0 contra a Sérvia, elogiou o meio campo brasileiro como algo que falta à Argentina.

Citaram Paulinho, Philippe Coutinho e William.

Por que William anda
um tanto apagado

Fonte da coluna na Rússia ouviu justificativa para o desempenho mais tímido do jogador brasileiro William: além de sua mãe ter morrido, ele estaria se separando da mulher.

 

Leia mais notas da coluna:

Cardápio de almoço no Itamaraty com Mike Pence foi bom

Eduardo Giannetti teve longo almoço com Delfim Neto