Com a palavra

Com a palavra

Sonia Racy

20 de março de 2013 | 01h09

Foto: JF Diorio/Estadão

Carlos Apolinário, que se aposentou da política no ano passado, recebeu, anteontem, Marco Feliciano em seu programa na Rádio Musical FM. “Dei a ele a oportunidade de falar sobre tudo isso que a imprensa tem publicado.”

Apolinário diz que o pastor é injustiçado ao ser tachado de homofóbico “só por não concordar com o casamento entre pessoas do mesmo sexo”. “Se fosse assim, todos os jornais deveriam manchetar: papa Francisco é homofóbico.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: