Coisa nossa

Sonia Racy

24 Janeiro 2015 | 01h05

Tudo bem que, após o fracasso da política econômica heterodoxa, a ação fiscalista de Joaquim Levy faça sucesso ao abrir espaço para o equilíbrio das contas públicas.

Agora, a reação positiva da Bolsa brasileira – forte valorização das ações de empresas que justamente vão pagar mais impostos e, portanto, gerar menos lucrar – é, no mínimo, uma “jabuticaba”.

Coisa exclusiva do Brasil.