Cofre gordo

Redação

21 de abril de 2009 | 06h00

João Doria conferiu: a crise não abateu tanto os empresários. Na arrecadação de doações, tradicional no encontro, feita pela Lide-EDH e o Instituto Ayrton Senna, conseguiu R$ 1,9 milhão.
As doações anônimas, novidade introduzida este ano, também foram boas. Um banqueiro, santista ferrenho, deu R$ 180 mil.

Veja também:
documentoOutras notas no blog da coluna Direto da Fonte