Coexistência

Sonia Racy

19 Julho 2012 | 01h02

Em discurso para 300 pessoas – quarta passada, em Roma –, o papa Bento XVI enfatizou a raiz abraâmica comum de Judaísmo, Cristianismo e Islamismo e se referiu à música como verdadeira linguagem universal da humanidade.

O pontífice falou logo após o último acorde da West-Eastern Divan, orquestra de Daniel Barenboim composta por jovens de origem palestina e israelense.

Coexistência 2

O evento – que celebrou o Dia de São Bento – contou com presença de brasileiros, como Emílio Kalil, Marco Antonio Nakata, Kelly Amorim e Carlos Nascimento.

O País faz parte do projeto Caminhos de Abraão, rota turística de peregrinação no Oriente Médio idealizada por William Ury.