Cobrança

Sonia Racy

23 Outubro 2015 | 00h47

Na luta em favor de presos políticos de Angola – um dos quais, Luaty Beirão, faz greve de fome, preso com outros 15 desde junho – está a brasileira Mariana de Castro Abreu.

Uma das responsáveis pelas campanhas da Anistia Internacional, ela ponderou à coluna, de Paris, que estranha o fato de o governo brasileiro não ter se posicionado até agora a respeito do episódio. “Eles são ativistas pacíficos e merecem apoio.”