Cobrança

Sonia Racy

30 de novembro de 2013 | 01h14

Depois da tragédia no Itaquerão, o Solidariedade quer que diretores e engenheiros da Odebrecht vão à Câmara dos Deputados para audiência pública sobre a segurança das obras da Copa.

O partido também pede a presença do ministro Aldo Rebelo e de Andrés Sanchez.

Além de informação sobre o ocorrido na arena corintiana, buscam respostas a respeito das “medidas a serem tomadas a fim de evitar novos acidentes e para que a estrutura das obras não corra risco durante o Mundial”, atesta o requerimento.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: