Judicialização aumenta despesas jurídicas de planos de saúde

Sonia Racy

09 de janeiro de 2019 | 00h50

A judicialização da saúde fez com que as operadoras de planos gastassem em 2018, até fim de junho, R$ 462 milhões em coberturas não previstas nos seguros. Numa conta informal, isso projeta um custo total de 2018 em torno de R$ 920 milhões.

Esse valor é 6,5% maior que os R$ 865 milhões gastos nessa área em 2017. Aumento bem mais aceitável que os 60% registrados entre 2016 e 2017. Os dados estão no Anuário da Justiça – Saúde Suplementar, que o site Consultor Jurídico lança nos próximos dias, em parceria com a Anab, Associação Nacional de Administradoras de Benefícios.

Leia mais notas da coluna:
Bruno Covas relança edital de concessão do Ibirapuera
Em três dias de depoimentos, Palocci busca acordo com procuradores no DF

Mais conteúdo sobre:

plano de saúde